O Blog do #GayMe

sexta-feira, agosto 06, 2004

Obrigado TVI

Ora bem... venho por este meio agradexer a este GRANDE CANAL TELEVISIVO... o enorme favor q me fez, a mim e à nação, ao mostrar-me a FABULOSA VIDA DA CINHA JARDIM (dps do pealing). Realmente tenho q admitir q a minha monotona vida ... nunca mais sera a mesma dps de eu ter vislumbrado a magnifica vida dakela GRANDE SENHORA... "Princesa do POvo sem trono" (adorei especialmente esta frase)...

OBRIGADO TVI MT OBRIGADO

quarta-feira, julho 28, 2004

Verão

Por vezes esquecemos o quanto gostamos de estar com alguém para só nos lembrarmos quando essas pessoas estão longe ou, por uma qualquer razão, não nos é possível estar com elas. Mas são também estes momentos que nos fazem compreender melhor o verdadeiro sentido da amizade, o sentimento de que mesmo após tanto tempo sem falar ou ver as pessoas, o reencontro decorre como se tivesse sido ontem o último momento partilhado. A isto chamo também de amor, talvez por ser aquele em que considero ter mais sorte, talvez por ser aquele que considero o mais real, talvez só porque talvez me apeteça, não sei. Que tem isto a ver como o canal? Bem, tem tudo, pelas partilhas que nele ocorrem, pelas pessoas com quem muitas vezes tenho amizades sem as conhecer pessoalmente, pelo que todos os dias aprendemos uns com os outros... lamechices, dizem vocês. Bom, talvez sejam, mas eu gosto de sentir assim...

sábado, julho 17, 2004

Depois da tempestade... vem o Santana

Santana Lopes tomou posse hoje como Primeiro-Ministro de Portugal. Quer-me parecer que após a tão anunciada crise, um novo ciclo começa para o nosso país. Mas esta suposta crise, a meu ver, não serviu só para termos um novo governo ou para resolver uma crise. Serviu também para testar alguns mecanismos democráticos e percebermos o papel do Presidente da República num estado semi-presidencialista como o nosso.
 
A decisão do Presidente da República é soberana e, boa ou má, não pode nunca ser resultado de influências de amigos ou de cores políticas. A decisão do PR tem de ser para o bem do país e deve ser tomada sempre com essa consciência. A meu ver, Sampaio, apesar das acusações de quase traição que lhe foram feitas, tomou a decisão correcta e teve a coragem de pensar no país. E, também a meu ver, se demonstrou na mesma noite, com a demissão de Ferro Rodrigues, que o PR tomou bem a opção de não convocar eleições antecipadas, pois acredito que ao primeiro problema, Ferro se demitiria.
 
Mas um novo governo, com uma nova orgânica, tomou posse hoje. Muitos nomes surgiram e acredito que muitos deles mais de iniciativa da comunicação social do que do próprio primeiro-ministro. Mas o governo está criado e pronto a governar. As personalidades que foram escolhidas criam-me alguma expectativa (positiva) e acredito que este governo pode ser bastante melhor do que o anterior, que ficou um bocado aquém.
 
Esperemos que sim, a bem do nosso país.

quinta-feira, julho 01, 2004

BYE BYE Sr Durão

Motivo de orgulho ou nao, o nosso ainda PM vai abandonar o cargo para dirigir a comissao europeia... bem assim d titulo o sr fica mais bem servido mas e o pais? sera proveitoso o abandono das suas funçoes nesta altura do campeonato? A oposiçao aproveitou-se logo da situaçao, e os discursos proferidos ainda a semana passada a favor da candidatura do actual comissario nacional cairam por terra, discursos q exaltavam o interesse a nivel nacional d1 presença portuguesa no lugar "mais importante da Europa". Agora 1 questão se coloca, haverá eleições ou nao? Sera Santana Lopes capaz de gerir 1 país?
Sinceramente acho q esta e 1 altura perfeita para o inicio d1 governo fascista lol q tiraria o pais da crise e bla bla bla, mas la ta dps seria 1 bixo de 7 cabeças portanto vamos la ver o q isto vai dar :P
Agr pa finalizar terei de dar os meus parabéns ao futuro Presidente Da Comissao Europeia: José Manuel Barroso q quer queiramos quer nao ta n1 cargo mt prestigiante :)

LOUCURA! LOUCURA! LOUCURA!

Sem mais demoras... A palavra 'felicidade' ou mesmo a palavra 'euforia' não têm um tão amplo significado que possam demonstrar o que se passa em Portugal à volta do Euro 2004. Aliás, arrisco-me a pensar que não existirá no nosso tão enorme dicionário palavra que possa exprimir a emoção que se vive neste pequeno país.

Confesso que achei (e de certa forma ainda acho) que o investimento feito para o Euro 2004 foi um exagero e um desnecessário gasto para os cofres do Estado. Mas igualmente acho que tudo isto vale a pena, nem que seja pela felicidade, pela loucura, pela euforia e pelo sorriso e as lágrimas de alegria que se vêem nas faces e nos olhos deste povo.

Não há crise económica, crise política ou problema que abale a fé que, subitamente, encheu o coração dos portugueses à volta da selecção nacional. Todos torcemos por uma selecção e um seleccionador que demonstram garra, coragem, força e vontade de vencer, de erguer o nome de Portugal mais alto.

Só tenho pena que não sejamos assim para tudo neste país. Para tudo o resto somos despreocupados e preferimos "empurrar com a barriga" à espera que alguém resolva por nós. Após 30 anos em democracia, não respeitamos as instituições e as leis, não percebemos o mal que fazemos a nós próprios e ao país, temos o condão de transformar um problema relativamente simples numa crise política. Vivemos ainda o estigma de uma revolução que se deu pacificamente há 30 anos, provavelmente à espera de um sangue que na altura não foi derramado. Gostava de ver este país mais pró-activo (e ser pró-activo não é convocar ridículas manifestações via SMS contra ou a favor de alguma coisa), gostava de ver este país mais dinâmico, gostava de ver este país ultrapassar as fronteiras de uma mente tão fechada e tão "terceiro mundista" (se é que ainda é legítimo usarmos esta expressão) e perceber o seu lugar num sistema inevitavelmente global.

Em tom de ironia, e indo de encontro ao apelo de muitos, proponho Scolari para primeiro-ministro, e atribuir a cada um dos jogadores da selecção um ministério... (ESTOU A BRINCAR!!!)


FORÇA PORTUGAL!!! ESTAMOS TODOS JUNTOS PARA A FINAL!!!!

domingo, junho 27, 2004

#GayMe faz um ano

Não poderia deixar passar esta data sem fazer qualquer referência.

Foi há um ano que criámos o #GayMe, com o objectivo de criar um canal alternativo no "mundo" gay do IRC, um canal livre e aberto a todos, sem discriminações de qualquer espécie e sem regras para além daquelas que são de bom senso e que todos nós temos presentes.

Penso que o nosso caminho ao longo deste último ano tem sido um caminho saudável e positivo. Óbvio que ainda há muito pela frente, mas a meu ver estamos cada vez mais homogéneos e unidos, e espero que assim se mantenha.

Por isso, agradeço a todos os que durante o último ano fundaram o canal, juntaram-se a ele, criaram-lhe as bases e recriam-no todos os dias.

E que muitos mais anos se lhe sigam! :)

Percursos...

Bom acho que vou ser morto por este post antes de outro mas pronto... no problem... lol

Chegámos ao fim do primeiro ano de percurso do canal e penso que o desenvolvimento tem sido positivo, temos mais pessoas do que no início, ou pelos menos pessoas diferentes que têm dado diferentes contributos, mas que têm feito do canal um sítio agradável de partilha, aprendizagem e, acima de tudo, amizade. Penso que somos um canal que continua atento às mudanças que ocorrem à nossa volta, que não discrimina as pessoas pelas suas diferenças, dando valor às mesma e penso que ainda temos muito a percorrer, porque nada é um processo acabado e porque parar é morrer. Para não me esticar mais, agradeço os momentos agradáveis que tenho no canal todos os dias, o sentir que existem pessoas que sendo diferentes são importantes para mim, perto ou longe, fazem parte da minha vida, a todos um obrigado e vamos continuar o nosso bom trabalho!!

e, PARABÉNS GAYME :D

Mike

sexta-feira, junho 25, 2004

PARABÉNS SELECÇÃO NACIONAL!

Acho q é d opinião geral qd afirmo q a NOSSA SELECÇAO está a dar 1 abada (cm mt esforço) ás outras selecções (a Grécia e q pronto... ok :X). O jOgo cm a Inglaterra, para além de ter criado 1 vasta onda de ataques cardiacos por todo o pais, criou tb esperança nas mentes pessimistas dos portugueses.. o q por si só torna td mt mais... feliz.
Tb é de louvar a vasta onda de apoio q se criou desde o inicio do Europeu para cm a selecçao das Quinas, "q uniu a Nação de uma forma raramente vista" (in JN). Apesar de ser apenas um jogo, a união e a confraternização q se criou a volta de todo este espetaculo origina na minha opiniao num marco positivo na historia desportiva, cultural e social Nacional e Europeia.
Assim para terminar congratulo a Selecçao Nacional pelo bom trabalho e espero sinceramente q na eventualidade duma derrota "o povo" se lembre das vitorias q atingiram :)


FORÇA PORTUGAL!!!

sexta-feira, junho 18, 2004

Precisamos uns dos Outros!!! Dá mais valor ao teu Proximo...

Naquele começo de tarde, estava eu a ir para a escola secundária de águas -santas para mais um dia de aulas. Na rua estreita que ia dar à escola sempre me cruzava com outros alunos que regressavam a casa depois de uma manhã preenchida de aulas. Normalmente


Vinham todos em pequenos grupos, mas havia sempre um rapaz alto de bonita aparência que regressava sempre sozinho, e por mais que ele disfarçasse eu conseguia notar pelos seus olhos que algo não estava bem na vida dele. Muitas vezes cruzei o meu olhar com o dele e parecia que sentia aquele vazio. Na escola via-o sempre a sorrir, alegre e bem disposto ao pé dos colegas, e quem o via ali e o via sozinho, podia reparar que não parecia a mesma pessoa. Ele com os amigos estava sempre extrovertido, parecendo ser a pessoa mais feliz do mundo, mas quando ia para casa eu notava que ele não se sentia bem. Muitas vezes pensei em ir falar com ele, cumprimenta-lo, para tentar saber o que se passava …. Mas nunca tive coragem por mais que tivesse a vontade de o fazer… mais uma vez aquele olhar cruzava-se com o meu, parecendo tentar dizer “estou aqui, preciso de alguém”.


Numa tarde como o habitual fui para a Escola, e no caminho o Luís Vilaça (o tal rapaz) dessa vez não se cruzou comigo. Chegando à escola pode constatar que a bandeira estava a meia haste. Na entrada estava um grande grupo de estudantes em volta de um funcionário que tinha na mão o livro de ponto da turma 12ºG, aberto na primeira página, apontando o dedo para a fotografia de um rapaz. Pela conversa pode verificar que o Luís Vilaça tinha-se suicidado, o que meu deu um enorme aperto no coração. Não queria acreditar no que ouvia, pois não entendia como era possível um rapaz inteligente, giro, extrovertido, e rodeado de “amigos” podia ter cometido tamanha loucura.

Fui ao funeral do Luís, vendo ali o corpo dele deitado naquele enorme caixão, ainda não acreditava que estivesse morto, pois parecia estar a dormir.
Mais tarde vim a saber por uma amiga dele que a policia tinha encontrado nos bolsos das calças dele uma carta que ele tinha escrito antes de ter pegado na pistola do pai (que era policia) e ter disparado debaixo do queixo. Naquela carta ele dizia que não aguentava mais a solidão que sentia na vida dele.
Mas agora podemos perguntar “ Mas então ele não tinha muitos amigos? Mas ele parecia tão alegre e cómico! Pois mas olha, eu quero dizer que há entre nós muito jovens que aparentam ser muito felizes, mas no fundo os corações por dentro estão a chorar. Porque é que nós não deixamos de sermos tão egoístas? Por vezes mostramos certa frieza e arrogância uns para os outros, e somos tão falsos pensando que ninguém se apercebe disso, e não somos capazes de sermos mais humildes e atenciosos para os outros, pois somos interesseiros e só abrimos o nosso coração a quem nós queremos! Nós devemos dar mais valor aos outros, cada pessoa tem muito valor, porque é diferente de outra qualquer, não só precisamos de alimento para sobrevivermos! O homem é um ser social, e precisa de se sentir amado pelos outros. De que estamos nós à espera de mudar-mos a nossas atitudes? vamos acabar de sermos tão mesquinhos ok?